Com planejamento e rotina lúdica Escola Presbiteriana enfrenta os impactos causados pela pandemia da covid-19

O desafio em tentar manter a Educação Infantil funcionando, durante a pandemia, foi colossal


Com planejamento e rotina lúdica Escola Presbiteriana enfrenta os impactos causados pela pandemia da covid-19

 

Passado mais de um ano de pandemia e com o retorno gradativo das crianças da educação infantil ao ambiente escolar, a Escola Presbiteriana de Alta Floresta, já aponta algumas das consequências do isolamento social no desenvolvimento psicossocial de crianças pequenas que frequentam a escola hoje. 

O desafio em tentar manter a Educação Infantil funcionando, durante a pandemia, foi colossal e as crianças foram visivelmente prejudicadas, os efeitos já mostram a cara. Comportamentos como irritação, choro, ansiedade, intolerância ao barulho (porque escola tem barulho), foram percebidos nos primeiros dias, após o retorno presencial.

“Os impactos da pandemia já podem ser medidos sim! Agora, neste momento, o importante é traçar um planejamento que nos leve a superar essas lacunas deixadas pelo período crítico da pandemia”, afirma a coordenadora pedagógica da Escola Presbiteriana de Alta Floresta, Mônica Bernardi Utsunomiya.

Com o intuito de minimizar os impactos psicossociais causados pelo período de reclusão, a EPAF elaborou um Plano Estratégico Pedagógico, que priorizou explorar espaços ao ar livre e parque, promover brincadeiras que estimulam o desenvolvimento infantil, além das aulas de Educação Física, e também psicomotricidade relacional que promovem a queima de energia e a liberação de substâncias, no corpo das crianças, que trazem o bem-estar físico e mental.

Ao encerrar o primeiro semestre, toda a equipe gestora, professores, auxiliares de sala, inspetores de pátio, zeladoras e coordenação pedagógica, demonstram sentimento de vitória, pois o retorno, além de desafiador, foi um ATO DE CORAGEM.

Veja fotos em Com planejamento e rotina lúdica Escola Presbiteriana enfrenta os impactos causados pela pandemia da covid-19